Iluminação da Casa RMS

O projeto de iluminação da Casa RMS contemplou tanto a luz natural como a luz artificial, ambas com a mesma relevância. Este projeto recebeu o Primeiro Lugar na Categoria Iluminação Residencial dos Prêmios Abilux 2019.

A casa é composta por quatro níveis. No térreo está localizada a garagem, o escritório, a lavanderia e o banheiro de serviço. No primeiro pavimento a cozinha, a sala de jantar, estar, o lavabo e duas áreas externas (terraço da cozinha e pátio junto a sala de estar). No segundo pavimento a suíte do casal, o quarto de solteiro e o banheiro. No terceiro pavimento o terraço.

A casa original foi completamente remodelada; foram removidos diversos pilares e executados reforços estruturais significativos em todos os pavimentos de forma que permitisse ampliar as aberturas em todas as fachadas. A luz natural permeia todos os ambientes da casa.

A luz artificial foi pensada para criar ambientes acolhedores, através do uso de fontes de luz com 2700k, luz indireta em diferentes pontos e baixa intensidade luminosa.

Bancos iluminados percorrem a sala de jantar, estar e pátio interno, o escritório também está integrado ao jardim desta forma.

Acima da luz indireta do banco, duas luminárias pendentes lineares iluminam o teto. O destaque na sala de jantar são as delicadas luminárias Louis Poulsen, em tons suaves.

O lavabo também recebeu iluminação indireta, mas na vertical, contraponto com as demais linhas de luz. Nos banheiros do pavimento superior, instalamos perfis de led na estrutura metálica iluminando a parte superior da claraboia; funcionando assim para iluminar tanto o banheiro como o terraço do último pavimento.

A iluminação do quarto de hóspedes também se dá de forma indireta e integrada à viga metálica aparente.

O grande mural da entrada da casa (elemento significativo que pode ser visto de todos os pavimentos) foi ressaltado com spots em trilho eletrificado fixado na viga metálica.

A iluminação da cozinha, integrada à sala de jantar e estar, segue a mesma linguagem com luz indireta a partir de luminária pendente posicionada de forma assimétrica no ambiente e oposta em relação às salas. Esta mesma pendente ilumina de forma direta e mais intensa a bancada, o que garante a iluminância adequada a esta área de trabalho.

As circulações do terceiro pavimento e pavimento dos quartos são marcadas por luminárias de sobrepor com luz focal. Os patamares da escada foram marcados por arandelas.

O terraço é iluminado pela claraboia linear e de forma indireta por espetos de jardim instalados em alguns vasos.

Projeto luminotécnico: Estúdio Oh, Daniela Vieira e Fernanda Cristina Marques

Projeto de arquitetura e interiores: Ricardo Buso e Fernanda Cristina Marques

Consultoria arquitetura: William Aloise Fotografia: André Mortatti

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square